Hello, unknown strange feelings

Padrão

Já faz 581 dias. Será que é hora de voltar?

Alguém aí responde pra mim? Ninguém quer me dar a resposta certa. Nada me mostra a decisão correta que vai me trazer certamente as melhores consequências. Por que a vida funciona desse jeito? Escolher entre um e outro é sempre uma tarefa chata, até mesmo quando é entre um sorvete de flocos ou de menta com chocolate. Não vale pensar, neste momento: melhor poder escolher do que não ter escolha. Não tô pra reflexões com bom senso.

Eu reclamo muito da vida. E ao mesmo tempo, se paro pra pensar como uma pessoa normal e sensata que eu costumo não ser, sei que tenho muitos poucos motivos pra resmungar por aí. Muito pouco mesmo. O que mais me tira do sério, me faz chorar e diminuir o coração de tamanho é a saudade. Mas quem não sente? Acho que já comentei por aqui que ter saudade é um bom sinal, eu acho, porque significa que você viveu coisas boas, esteve em lugares incríveis e conheceu pessoas que vale a pena lembrar. Mesmo sendo 100% consciente disso, tem dias que eu não sei lidar com a puta saudade. Inteligência emocional zero, prazer.

Amar pessoas. Tem coisa mais corriqueira que isso na vida de qualquer um? Pois é… e eu consigo cagar com esse simples sentimento numa oportunidade que eu mesma cavo. Decepcionar, desapontar, magoar, ficar abaixo das expectativas de cada pessoa que mais te importa na vida é foda, é um arranhão, um ralado no joelho que demora pra cicatrizar, né? Mais ainda quando foi você mesmo que se jogou no chão ou se passou uma rasteira. Imaturidade também esteve presente nas minhas últimas andadas por aí.

Parecer que tem um abismo gigante na sua frente e encarar isso como tal quando, na real, do outro lado só estão as pessoas te estendendo as mãos pra que você apenas e simplesmente atravesse uma ponte bem construída e nada bamba pode assustar. Oi, insegurança, você por aqui de novo?

Apesar do texto totalmente meio sem nexo (até pra mim), tava com saudades daqui…

Por May.

Anúncios

»

  1. e mais uma vez, May… não fui eu não que escrevi isso? As escolhas são sempre o maior desafio do meu mundo… Só posso desejar boa sorte e, em ultimo caso, temos sempre a moeda no bolso… – e ela sempre terá as mesmas duas faces.
    Vai dar tudo certo! Fuerza! bjs da Mel

  2. só não peça pra eu tomar a decisão, pinche madi…
    que essa já sabemos. tá na ponta da língua! :P

    como sempre, a melhor decisão vai ser a que vc tomar…e a melhor hora, quando vc tomar. :)

  3. Mana, vale sempre lembrar disso que o Bruno falou: o amor é a mais sólida das construções. E sim, tudo isso aí do post faz parte de você. E é exatamente por isso (e por muitas coisas mais) que a gente te ama tanto e sabe que a decisão que vc tomar será a melhor, como disse a Ma.
    <3
    Te acalma, coração. :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s