Brilha, brilha estrelinha

Padrão

Quando você era criança não adorava quando ganhava uma estrelinha da professora por ter feito algo bem? As variações sempre eran bem-vindas também; um solzinho, uma flor ou um “Parabéns!” escrito naquela letra redondinha de caligrafia que só as professoras sabem fazer sempre rendiam um sorrisão, às vezes banguelo, no rosto da criançada. 

Depois você cresce e o reconhecimentopor pequenos êxitos tende a diminuir; pelo menos para mim. Claro, a quantidade de êxitos também é uma variável, mas prefiro acreditar que, entre adultos (medo!), a gente acaba esquecendo ou achando que nem é assim tão importante reconhecer algo que uma pessoa faz bem. Ainda mais se você já rasgou a seda alguma vez!

.ele não é lindo?.

Mas… quem não gosta de ganhar uma estrelinha para que a própria nunca apague? Eu, na dificuldade de manter meu coração no seu devido lugar (e não por aí, rolando e sangrando, chutado pelo chão) diante de alguns últimos duelos entre razão e emoção, não pude conter o tal sorrisão (cheio de dentes, juro) e me encher de alegria ao ler este post da Nat, nossa comentarista mais assídua. Comentarista, sim; porque comentadora não tem o seu grau de especialização.

Se você nunca visitou o blog da Nat, aproveite a chance, reserve um tempo e leia o máximo que puder dos posts anteriores. Claro, não deixe de acompanhar os novos. Ela escreve muito, e com agilidade. Está arrasando, como diria minha mãe. Foi por isso recebeu o selo de “recomendadíssimo” de outra blogueira, e, generosa e esperta que é, repassou o reconhecimeto a este espacinho. Se você é a Nat, continue escrevendo bastante, e guarde nosso “muito obrigada” pela fofura do post. Nós, deste lado, seguiremos sua recomendação de ano novo e retribuímos sua estrelinha em forma de post (porque manipular imagens definitivamente não é nossa especialidade).

Para montarmos uma linda constelação, repassamos o selinho para:

 E também para os amigos platônicos:

 Por nós três.

»

  1. hahahahahahahahaha
    sensacional!!!!
    fui entrar no seu pra comentar e, de quebra, deixei um avisinho. quando volto pra cá – pam – vc já comentou!!! hahahahahahaha
    :)))

    **********

  2. Pingback: La Garantia Soy Yo! « Não tava assim quando eu cheguei

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s