Pujem i baixem

Padrão

São cinco horas de diferença. E essa é a menor diferença. Ok, é outro continente, outra cultura, outro clima e outra pegada. Mas a maior diferença fica no subjetivo. No imaginar o que ainda está por vir sem ter nem noção do que poderá acontecer. O louco é viver o que você acredita que vai ser. Sentir saudades de quem você não vê há menos de duas semanas só de imaginar que não o verá em menos de seis ou sete meses.

Aqui estou eu, no meu apartamento-quarto-sala-escritório em Barcelona, pensando nessa maluquice que eu fiz. Sem saber nada. Sem conseguir sentir nada. Mas com o corpo calmo, o coração alucinado e a mente que só enxerga um sonho se realizando. Parece que estou numa peça de teatro, onde tudo é lindo, limpo e funciona. As luzes combinam com os cenários e a trilha sonora é perfeita pra cada ocasião. Mas a cortina não vai fechar tão cedo. Quem sabe ela nunca feche. Quem sabe ela nunca se abriu.

Por May.

Anúncios

»

  1. Quem nasceu pra ser protagonista acha seu palco em qualquer lugar do mundo, Max.
    E vc soube escolher mto bem!

    Sorte a nossa de poder te ver brilhar há tanto e por mto tempo ainda. ;)

  2. Lindo, May! “tudo é um questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo…”
    vc vai longe e esse longe é aonde vc quiser! JODEEEEEERRRR!
    bjos, Mel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s