Caco de vidro gostoso de pisar

Padrão

E aí você acorda e ainda acha que está sonhando. Olha pro lado e só consegue enxergar o que ainda é imaginação. E tudo que vê é um reflexo de como espera que seja e de como torce para não ser. A realidade não tem mais graça. Bacana é o que insiste em não chegar. Anda pela rua de paralelepípedo imaginando correr pela praia. Sente o ar frio na cara e tem a sensação de ser quente e úmido. Agradável. Angustiante.

A exaltação de um momento é facilmente substituída pela ansiedade de não saber o que desejar, mas ter certeza de não ser aquilo. A concentração em um assunto é sempre na espera da próxima palavra, da próxima contextualização. E o que você quer ouvir nunca é dito. Só se falam do mesmo. Sempre. Sem vergonha de repeti-lo.

A sensação é de ter engolido pedras grandes de gelo que normalmente não passariam pela garganta sem arranhar. E de que os cubos congelados estão inteiros lá dentro e não há calor suficiente para derretê-los. O que era pra ser um gole delicioso de Coca-Cola normal transformou-se no incômodo de parecer pisar em calçada pelando com a racionalidade confundindo-se com a sensação ininterrupta da barriga gélida.

Aquilo que era certo e admirado agora é (…). Não é mais o que era e isso já é suficiente para que a naturalidade tenha medo de aparecer. A segurança de saber onde pisa vai dando espaço à euforia de descobrir o que nunca tentou compreender. À vontade de pisar no buraco, tropeçar e cair lá dentro. Fingir que foi sem querer, mas saber que era só isso que queria.

Coração acalma. O corpo não. A alma tenta saber lidar, mas, claro, não consegue. Deixa então que o tempo mostra pra todo mundo que o que é de verdade ninguém consegue duvidar.

Por May.

»

  1. As mudanças me fazem sentir assim muitas vezes.
    E o engraçado é que, por mais que você grite ou chore, ninguém consegue entender e discernir as nuances (as vezes nem tão discretas) entre o desconforto, a angustia, a euforia, o entusiasmo e o medo…
    Posso dizer que, poucas vezes, me senti assim lendo algo.
    Muito foda…
    Beijo e saudades

  2. wow, may!!!!
    muito foda.

    e temos uma missão.
    :)

    se não era disso que vc estava falando, agora pra mim é.
    hahahaha

    e eu sugeriria trocar o “correr na praia” por “andar de bike”. rs

  3. e aí que vc lê e vê que tudo o que vc está sentindo foi traduzido nessas palavras por vc…! não sabe como gostei de ler, reler, encaminhar para amigos…

    vc não sabe o qto gostei. o qto me ajudou mais ainda a digerir esse cubo de gelo dentro de mim que logo logo derreterá… tudo que é sólido desmancha no ar… !!! hahaha

  4. Texto lindo e, ao mesmo tempo, tenso!

    “Deixa então que o tempo mostra pra todo mundo que o que é de verdade ninguém consegue duvidar”. Um belíssimo final pro post.

    Beijo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s