O coentro nosso de cada dia

Padrão

Num dos almoços all by myself, fui ao vegetariano que me conquista mais pela possibilidade de comer à vontade do que pela ausência de receitas com carne. Pela bagatela de R$16,90, as moças podem comer iscas de soja, salada à vontade, pasteis assados de pupunha e otras cositas más que só o Seu Moacir oferece na região. O que tornou especial um destes almoços foi um aviso ostentado em cada quadrado do buffet, com a seguinte mensagem: “Contém coentro”.

.meu momento "Seu Moacir": este é o coentro (é. parece com a salsinha, mas não confunda).

Eu adoro temperos, mas não consigo identificar muita coisa além da salsinha (por causa do vinagrete, minha especialidade), cebolinha (porque é prima da cebola), manjericão (porque eu amo Marguerita) e colorau (porque dá um tom alaranjado bem cool aos lábios). Sem saber muito bem o que significaria aquele aviso escrito à mão com pincel atômico azul, achei que seria interessante experimentar algo que já viesse com o gosto do coentro identificado. Peguei tudo que vinha com o tempero. A salada, as tais iscas, o pastel, o hambúrguer de soja… e o que descobri? Só o gosto do coentro? Não! O gosto de tudo que não quero voltar a comer!

Apesar de ser ruim transformar meu prato em um grande portfólio de coentro em diferentes apresentações, não foi isso que estragou, ou melhor, marcou este almoço. Foi que, apesar de eu adorar tudo que estava ali, sem o coentro, tudo era melhor. Mais que isso, sem o coentro, eles eram eles mesmos! Foi como se tudo tivesse mudado para pior por causa da salpicada desse condimento que tem a melhor das intenções: tornar a vida mais saborosa. E que provavelmente tem esse efeito para muita gente.

E aí… bom… aí duas garfadas foram o bastante para pensar quantas dessas folhinhas estão soltas por aí e eu nem sei! Não que isso seja ruim, mas na maioria das vezes – na vida real – pouca gente avisa que algo “Contém coentro”. E até eu descobrir… bota garfada nisso! E, se o seu Moacir nem sempre está comigo, o jeito é eu aguçar minhas papilas gustativas ou dar a cara, ops, o paladar a bater!

Ao final do almoço, ele sempre pergunta: “Foi bom o almoço?”. Eu sempre digo que estava muito bom, mesmo quando o tomate está verde demais. Só que dessa vez foi diferente, algo assim: “Estava ótimo, seu Moacir. Obrigada pelo coentro.”. Ele só me olhou e sorriu. Na sequência, pesquei uma das mensagens do baralhinho “Sementes de reflexão” que ele pousa em cima da bancada do caixa e claro que não me lembro do que li, afinal, gastei todas as minhas sinapses depois de viajar nessa história do coentro.

Voltei ao escritório apertando os olhos (por causa do sol forte) e o nariz (por causa do cheiro do bairro onde trabalho, que abriga alguns dos maiores escritórios da cidade e ainda tem sistema de fossa). E pensando, claro. Lembrando dos temperos que estão sempre por aí e sempre trazem de volta os sabores de que eu tanto gosto. Como o gostinho da água do mar aí debaixo, registrado semana passada, lá pelas 7h, depois de alguns dias de muito coentro. É… um grande viva às salsinhas e cebolinhas das nossas vidas!

 

Anúncios

»

  1. coincidências que não cansam de acontecer entre nós.
    na sexta-feira passada, minha mãe pediu pra empregada fazer de almoço uma moqueca de peixe e EU pedi: coloca coentro, mãe! (btw: fica ótimo com peixes)
    eu AMO coentro, mas concordo que ele rouba o gosto das coisas…
    agora além de lembrar do meu tio, que simplesmente ODEIA coentro, vou lembrar de vc quando estiver me saboreando com esse matinho parecido com a salsinha, mas com um cheiro inconfundível!
    bjo/bjo

  2. Onde é esse restaurante? Tô bem precisada de conhecer uns vegetas nessa cidade, mas com parcimônia no coentro, que não sou muito fã e acho que só vai bem com peixe e, agora que eu não como mais carne, o coentro é o menor dos meus problemas, mas conhecer não faz mal a ninguém, né?
    Ah, mas tem um tempero que odeio mais que coentro: cheiro verde. Não consigo comer esse de jeito nenhum! E um viva pro trio alho-sal-cebola, o tempero que a mamãe faz como ninguém!
    Beijos

  3. Existem temperos que só a vida ensina a diferenciar, não?
    Por mais salsinha que possam parecer, os coentros sempre estarão em nossas vidas. haha

    Falando literalmente sobre temperos, eu sou a favor de todos eles, mas a combinação alho-cebola-sal da minha mãe, assim como a da mãe da Nat, tbm é imbatível!!!

    =D

  4. Eu não consigo comer coentro!! É impressionante, mas eu acho o gosto MUITO ruim, e eu percebo mesmo que seja usado em quantidade mínima. Tb conheço muitas pessoas que não conseguem comer… acho que ou vc ama ou vc odeia…rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s