Plínio Pinho Pires Martins

Padrão

Desde que me mudei pra São Paulo e deixei minha cachorrinha de estimação com minha mãe (ela não poderia estar em melhores mãos), nunca mais tive um animalzinho pra mim. E de verdade acho que eles são uma companhia necessária. Apesar de darem um trabalhinho, compensam em dobro, triplo, etc. Você não se sente sozinha e ao mesmo tempo não precisa discutir a relação. Se você dá carinho, comida e uma caminha… está tudo certo.

Há um tempo venho querendo resgatar essa fonte de dar e receber atenção, cuidado e companhia, mas, além de achar sacanagem ter um cachorrinho em casa ficando tanto tempo fora, a grana está curta e bichinhos demandam investimentos também. Foi aí que optei por um peixe! :] Antes de comprá-lo, dividi a ideia com alguns amigos. Uns disseram que ele ia morrer logo, que dá trabalho, que são sensíveis, que são sem graça e não interagem. Outros, abraçaram a ideia com a mesma intensidade que eu.

Fui, escolhi o peixinho e comprei. Um dia antes, tamanha era minha ansiedade que sonhei com o nome: Plínio. Vermelhinho, alegre, simpático. Uma graça. Tinha cara de Plínio. Escolhi o aquário mais bonito, que combinava com ele e tinha pedrinhas pretas, pra disfarçar os cocos. rs

Na primeira semana Plínio era o peixe mais feliz e saudável de todo o universo aquático. Ele reconhecia pai e mães. Brigava loucamente com o espelho e não hesitava em comer todas as bolinhas de ração que lhes era oferecido.

Nesta segunda-feira cheguei e vi que meu filho não estava muito bem. Abatido, amuado, pálido, desanimado. Achei que fosse ressaca do fim de semana ou preguiça da segunda. Mas ele não melhorou… foi só piorando, perdendo a cor e a força. Foi diminuindo de tamanho e nem vinha beijar o vidro quando eu chamava. Recusou comida e tudo mais.  Ontem quando fui embora já me despedi dele. Achei que ele morreria durante a noite e sonhei que de tão pálido, ele tinha ficado transparente.

Hoje cheguei e ele tava agonizando. Muita falta de ar. Eu e o pai dele pensamos em acabar logo com o sofrimento dele, mas a segunda mãe ainda não tinha chegado e jamais tomaríamos tal decisão sem a concordância dela também. Não deu meia hora e ele não aguentou: morreu! :[ Curioso como eu já tava torcendo pra ele descansar logo, mas ao mesmo tempo fiquei mega triste. Ouvi de tudo. Coisas que me deixaram de veras desanimada com as pessoas. Será que eu sou uma idiota de ter me apegado a um peixe ou será que algumas pessoas têm mesmo pelos no coração? Vou insistir. Quero um Plínio II e cuidarei dele em casa, no aconchego do meu lar.

30102009663

R.I.P.

Por May

»

  1. May, tbm estou de luto.
    Semana que vem vou te ajudar a escolher o Plinio II e uma irmãozinha que vai ficar na minha casa. E não se esqueça, ter bom coração só te faz bem!

    Um beijo
    Camis

  2. Pelo menos vc nao matou ele, como minha amiga que quis trocar a água do aquário sem tirar o peixe e colocou o aquário embaixo da torneira…deixando a água correr até que a água se trocasse toda automaticamente. Porque ele morreu? Ela ligou a torneira de água quente….

  3. Acabo de chegar e… cara… como foi difícil não ver o filhão… :[
    Dizem que peixes não interagem… tsc, tsc, tsc… balela…
    Sabemos que ele nos reconhecia e que só não nos dava bom dia pq a água atrapalhava um pouco…
    May, adorei o post… serviu para lembrar do nosso pequeno e de todos os presentes que ele nos deu…
    Beijo

  4. Eu tbm tenho cá meu Maracujina que me faz uma baita companhia e imagino a falta que Plínio I faz por aí.
    Mas já sabe, né?

    Plínio II aguarda ansiosamente para conhecer a mãe!
    =D

    E longe de mim ser cruel, mas devo dizer que o jeito que a Helô contou a história da amiga dela foi bem engraçado…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s