O doce de leite e o chocolate

Padrão

Eu sempre gostei de chocolate. Ao leite, sem muito recheio. No máximo uma uva passa aqui, uma amêndoa ali. Aerado também sempre esteve na lista dos mais-mais, mas eu gosto mesmo é do maciço, sem firulas e distrações.

Já o doce de leite… apesar do ato de carinho elevado à décima potência da minha mãe em deixar a lata de leite condensado em banho-maria (doce de leite lá em casa sempre foi assim, quase nunca comprado pronto), nunca encheu meus olhos (nem boca) d’água.

Minha irmã chegava a levantar à noite para comer doce de leite na colher, direto da lata. Na noite seguinte, quando eu abria a geladeira para tentar abastecer meu corpo de um pouco mais de açúcar, a surpresa: precisava raspar a lata para encher 1/3 de uma colher de sopa.

O chocolate aparecia lá em casa quase na mesma freqüência do doce de leite, mas durava bem menos. Isso porque aí era eu que reforçava o consumo. Cresci assim, com o chocolate e o doce de leite sempre presentes, mas cada um ocupando o respectivo lugar na minha lista de desejos.

O chocolate era o que eu tinha vontade de pegar, comer em três minutos antes que ele sumisse, lambuzar os dedos e aguardar a próxima oportunidade de devorar novos quadradinhos de prazer. O doce de leite, apesar de aparecer na mesma quantidade, parecia estar sempre mais disponível. Era doce, tinha uma consistência gostosa, eu adorava sua cor (igual à do meu armário durante minha infância), mas, se só 33% da colher fosse preenchida, tudo bem.

Não sei que raios o doce de leite tem a menos ou a mais que o chocolate para simplesmente não fazer tanta diferença na minha vida. Gostos, vontades e desejos não se discutem, mas deveriam se explicar melhor, não? Ou ao menos causar menos confusão na nossa vida. Afinal, é um direito de quem é obrigado a se render a eles!

Mas não. Há respostas (vide post anterior da May) que creio que nunca teremos. Só pode ser por isso que certas coisas fazem tanta diferença em nossas vidas; justamente por não conseguirmos saber o que os torna tão especiais em relação às outras.

E não adianta dizer “Ah, mas e aquele caramelo coberto com chocolate?”. Não. “E com bolacha no meio?”. Humm… não. “Nem se tiver uva passa que você tanto gosta?”. Nãããão. Quando é que nossos desejos mais simples passaram a ser os mais difíceis?

Por Má-Má.

»

  1. Gente, eu AMO chocolate recheado de doce-de-leite. Por que não cresci na sua casa? Imagina, iria me maravilhar com a mistura dos dois! :)
    Na minha geladeira hoje tem um pote de doce-de-leite (de verdade…) e muitos quadradinhos de chocolate na lata em cima da geladeira! :)
    E não duram muito. Reabasteço mais do que gostaria, na verdade.

  2. Nenhum doce do mundo supera o chocolate! Ou aqueles feitos de chocolate.

    Pra mim desde sempre foi assim: doce? chocolate, por favor! que mané torta de limão/morango/maçã, salada de fruta (écati!) ou qualquer outra… um alpininho me deixa mto mais feliz do que qualquer outra sobremesa. =]

  3. Ai, que delicia de post!

    Nunca fui muita fa de chocolate… mas doce-de-leite… hummm!

    Mais do que nunca fiquei com agua na boca, Ma!
    Ando com uma saudade de doces caseiros brasileiros…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s