Isso dava um post!

Padrão

Durante os outros seis dias em que eu não publico nenhum post, acontecem muitas coisas (boas, ruins, engraçadas, improváveis, entre outros adjetivos) que levantam um pininho vermelho no meu cérebro igual ao do peru de Natal quando fica pronto e – PLIM! – eu quase falo em voz alta: isso dava um post!

Na maioria das vezes, isso acontece quando eu não tenho nem a faturinha de pagamento com cartão de débito pra anotar a idéia ou, pior que isso, são coisas que eu simplesmente não poderia expor publicamente, infelizmente. Entre esses temas que compõem a última condição estão as posições do meu instrutor de yoga e as infinitas associações libidinosas que faço com tudo que ele fala. Por pura bobeira dessa cabecinha pouco elevada espiritualmente. Falta muuuuuita energia vital para eu parar com essa mania.

Ah! Nessa categoria também estão as confissões de colegas de trabalho sobre o funcionamento do seu aparelho intestinal ou o resultado que o não-funcionamento do próprio causou ao seu “bumbum”. Fiquem tranqüilos… pouparei vocês dessa.

Todas as conversas que já ouvi em ônibus e metrôs também se encaixam, mas eu correria o risco de parecer imaginativa demais (e um pouco psicótica também) por reconstruir tão bem diálogos dos quais não participei (apenas como ouvinte, claro… às vezes anotando algumas coisas também. Calma. Mentira. Essa última parte é mentira).

Ou as reuniões surreais que tenho no trabalho fazendo para as pessoas que deveriam me dar as respostas as primeiras perguntas que aprendemos quando começamos a falar: O quê? Como? Por quê? Quem? Quando?. E como pode ser engraçado e revoltante que o fulano que ganha o triplo, o quádruplo o sei lá quanto elevado à décima potência a mais que eu não tenha resposta pra nenhuma delas.

Muita coisa dava um post. E é essa condição de “dar um post” que as torna especiais no meu dia-a-dia. Também é por esse motivo que eu faço gosto de publicar um post por semana (e quando fico ausente não é por falta de aviso do PLIM! do peru de Natal que habita meu cérebro).

O que dava um post pra você?? Compartilhe! Se você ainda não ouviu o PLIM, a gente te ajuda a subir a temperatura do seu forninho (Uuuuhhhhhh!). Piadas ruins com conotação sexual também dão um post. Essa será a primeira, caso um especial sobre esse tema venha a ser publicado aqui.

Por Má-Má.

Uma resposta »

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s