A razão dos meus pesadelos.

Padrão

Tem uma coisa que vem me tirando o sono no último mês. Não é um problema no trabalho, nem de saúde, muito menos tomei um pé na bunda. Aí você pode pensar que é estresse acumulado, estilo de vida, insônia, ronco alheio ou quiçá as Olimpíadas. Nada disso. O problema é que troquei de travesseiro. Não ria, estou falando sério! E toda noite penso na maldita promoção da Etna que me fez comprar logo cinco travesseiros novos (apenas pra matar a curiosidade alheia, não foram todos pra mim. Fiquei tão empolgada que resolvi comprar travesseiros para todos lá de casa)!

É, porque eu achava que o meu antigo travesseiro já estava fazendo hora-extra. E como dizem que depois de um certo tempo de uso metade do peso dos edredons, bichinhos de pelúcia, almofadas e travesseiros é composta de ácaros e seus dejetos, resolvi que era hora de trocá-lo. Então cheguei em casa, abri a embalagem dele (Uma beleza de embalagem, menina! Precisa ver. Certeza que será reutilizada em futura viagem, provando que, de fato, sou da classe média!), coloquei uma fronha nova e esperei ansiosamente a hora de dormir! E ela chegou. Então lá fui eu.

No primeiro encostar de cabeça… “Nossa, que conforto, quanta maciez…”

Na décima virada… “É, ainda preciso acostumar com a nova altura. O outro estava muito velho e meu corpo acostumou errado, né? Vai ser excelente pra coluna!”

Na quinta vez que acordei na mesma noite… “P*ta que o pariu! Que idéia de jirico trocar de travesseiro no meio da semana!! Amanhã eu pego o meu de volta!”

No dia seguinte… “Mãe, cadê meu travesseiro velho?”

“Ih, filha… dei embora. Já temos os novos. São ótimos, né? Adorei!”

A verdade é que todo mundo lá de casa se adaptou rapidamente aos raios dos travesseiros. E eu, a empolgada-mor com a troca, estou a ver navios até hoje! Sim, peguei um outro travesseiro X lá em casa pra quebrar o galho porque até hoje o pescoço e a coluna reclamam quando faço mais uma tentativa frustrada de dormir com ele. Sinto mais é que estou dormindo com o inimigo, viu…

Dia desses descobri que, por conta da utilização freqüente, o travesseiro da minha irmã já está bem mais baixo que o meu! E não tenho vergonha nenhuma em assumir que resolvi fazer uma troca do dela com o meu (mas ela que não me leia por aqui!). Mas travesseiro que se preze não gosta de trocar de dono e o dela não foi diferente. Resolveu que não me deixaria dormir confortavelmente e lá fui eu buscar o exemplar X no meio da noite.

Tudo isso, pessoal, pra dizer que old habits die hard. E enquanto isso a gente sofre. Dessa vez é o travesseiro novo. Mas já foi o começo da faculdade, da mudança de horário do inglês, de um novo emprego. Adaptar-se a tudo que é novo leva um certo tempo e a graça está em você conhecer seu próprio ritmo. Tem coisa, no entanto, que não dá!! E por isso que ontem quando cheguei em casa e fiquei feliz da vida. Eu ganhei um travesseiro novo e esse passou no teste!

Por Carrô.

Anúncios

»

  1. hahahahaha
    se o travesseiro que vc usa quando vai lá em casa não fosse meu, eu daria pra vc! huahauhauhaa

    há umas duas semanas, eu percebi um old habit! tenho o hábito de arrumar todos os saquinhos de adoçante, açúcar, sal e palitos de dente nos restaurantes, quando eles colocam cestinhas ou suportes em cima das mesas.

    como é um hábito, e não uma obsessão (gosto de pensar assim), estou tentando mudá-lo…mas às vezes fico sem dormir lembrando de quando eu saio da mesa e eles permanecem desarrumados…e nem é por causa do travesseiro!
    hahahahahaha

  2. Olá! Eu sofria muuuito com meu travesseiro até o mês passado, quando fiz aniversário e ganhei um super travesseiro da NASA! Gente, que conforto! Hahaha… minhas noites têm sido melhores desde então!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s