Mañana por la mañana borrón y cuenta nueva.

Padrão

Assim já dizia os Aterciopelados, a banda colombiana de rock alternativo que muito me agrada. Mas, comentários sobre meu gosto musical à parte, falemos dessa frase que tanto me chamou atenção. Em uma tradução livre, o título desse post diz que “amanhã vou esquecer o que deixei pra traz e começar uma vida nova”. Correndo o risco de cair em muitos lugares comuns, andei pensando essa semana como cada dia é uma oportunidade nova, uma folha em branco. E, nesse sentido, não há problema sem solução, mal que dure para sempre e, óbvio, nem bem que nunca acabe.

Mas hoje eu quero falar de como tudo parece ter solução quando se há disposição para encarar as situações de frente e assumir uma nova postura diante delas. Explico: eu nunca fui uma pessoa reclamona. Sabe daquelas chatas mesmo, para as quais tudo vira um empecilho? Pois é, dessas. Mas de um tempo pra cá me peguei reclamando muito mais do que gostaria e deveria. E comecei a me incomodar muito com essa atitude, que até então não fazia muito parte de mim. Foi quando eu lembrei dessa frase.

Na primeira vez que ouvi a música, Mañana, logo pensei que a frase falava de um novo começo com base em uma mudança, algo como um novo emprego, início/fim de um relacionamento etc. Depois parei pra pensar que mudanças acontecem (quase) todos os dias e temos que lidar com elas, gostemos ou não. Então, mudemos também nossas posturas em relação a elas. Não está feliz com o chefe novo? Azar o seu, mas aprenda a se relacionar com ele ou peça demissão, nada de ficar sofrendo à toa.

Aí ouvi a música pela segunda vez e percebi que ela pode estar falando sobre as coisas que sempre deixamos para amanhã e, quando nos damos conta, o amanhã virou hoje e nada daquilo foi feito e, de novo, voltei pra questão da mudança de atitude e parece que estou pensando em círculos. Mas calma, vou chegar lá. A maior parte das coisas que acontecem com a gente não estão sob nosso controle e muitas vezes a única coisa que podemos fazer é determinar a maneira como vamos encarar os acontecimentos. E isso vai fazer toda a diferença.

Confesso que voltar a levar as coisas de forma mais leve tem sido um processo bem cansativo. No pain no gain? Talvez… Mas sabe como é, pessoas reclamonas atraem outros reclamões e deles eu quero distância. Quero manter por perto aquelas que não se levam tão a sério e encaram as coisas de uma forma mais leve. A vida não pode ser sempre uma festa, mas um comentário bem humorado faz toda a diferença até nas piores situações. =]

 

Por Carrô.

»

  1. hahahahaa
    skaf sempre com excelentes participações!!!

    amoreca, total acordo contigo!! excelente música, by the way!
    só queria saber a tradução livre de “arteciopelados”.
    huahauhauhauahaua
    confesso que mtas foram as versões que cogitei!!!

    ah, tenho uma sugestão musical tb, que representa bem essa coisa de gente chata e que se leva mto a sério: http://www.youtube.com/watch?v=91YYVBGoGmU . ouça!!! vale mto a pena!!!!
    bjo!

  2. carols, meu…
    digamos q eu entendo perfeitamente… pq eu também não sou nenhum pco de reclamar… aliás, odeio pessoas reclamonas, gente… vamos resolver a situação e bola pra frente….
    aliás, entendi mais ainda pq vc sabe perfeitamente q eu sou a freaky das bandas de rock alternativo em espanhol… além do clássico bersuit vergarabat, o seu post me deu vontade de ouvir la vela puerca, banda uruguaia (acho…) sucesso com o vocalista mais sucesso ainda q eu to ouvindo agora… pode baixar!
    bom… deixa eu voltar ao meu work simulation…
    bjinhos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s