Sobre a parte legal do trabalho.

Padrão

Sim, ela existe!! Mas ela se perde no meio da rotina louca, relatórios e burocracias. E como eu andava meio mal-humorada com o cotidiano corporativo, resolvi compartilhar um episódio que acabou de acontecer. Explico: hoje fui acompanhar a gravação de uma entrevista para um programa de TV. O assunto? Coleção. De bonecas, pra ser mais específica. Quem coleciona? Um rapaz, que as exibe em duas exposições que rodam o Brasil.

 

No dia-a-dia eu trabalho a divulgação das exposições para as imprensas locais, nas cidades pelas quais elas passam. E agora estamos conseguindo agendar uma série de entrevistas com esse colecionador sobre a coleção dele, de como uma paixão virou negócio – sim, o trabalho dele é coordenar e vender essas exposições para shoppings de todo o país – e todos os assuntos que mais de quatrocentas bonecas pode gerar. A dedicação do cara é absurda! Ele conhece muito sobre a história da boneca, sabe quais são as características de cada uma delas e faz um estudo absurdo das linhas e o que cada uma representa.

 

Eu, apesar de falar diariamente sobre brinquedos, coleções e ter bastante contato com esse colecionador, não conhecia a sua coleção pessoalmente. Então hoje, quando tive a possibilidade de acompanhar essa entrevista, fui lá feliz e contente. E amei! Cheguei à casa dele e logo fomos para o escritório para que eu conhecesse as bonecas. Fiquei lá embasbacada (nenhuma outra palavra traduz melhor a expressão) com os modelos que encontrei por lá. E se eu que estou acostumada a falar das bonecas diariamente fiquei impressionada, vocês deveriam ver a equipe de filmagem. Eram seis pessoas no total. Quatro rapazes e duas moças – incluindo a apresentadora. Não preciso nem dizer que mulher se encanta com boneca, né? Mas os homens não ficam atrás.

 

Passaram um tempão observando as diversas prateleiras recheadas de bonecas enquanto a apresentadora batia um papo com o colecionador para conhecê-lo melhor e fazer com que ele se sentisse à vontade. E eu fiquei lá… ouvindo as histórias dele, concordando com ela como as coleções mexem com quem as tem. Enquanto isso, os produtores e o diretor viam qual era o melhor ângulo para gravar as bonecas, iluminação, áudio – “fecha a janela que a construção atrapalha a sonora” – e ajeita daqui, muda dali. Silêncio. Gravando, Re.

 

E a entrevista rolou. E as histórias iam surgindo, a entrevistadora ia se empolgando com as bonecas, o colecionador ia falando, orgulhoso, de sua dificuldade em conseguir esse ou aquele exemplar, a produtora fotografando para o making-off, o assistente de áudio ia acompanhando, o câmera gravando…

E eu pensando em tudo aquilo: nas bonecas, na produção, no caminho percorrido até a gravação acontecer, em paixões, trabalhos, projetos, sonhos, planos, concretizações. E como é bom essas novas experiências, contatos com pessoas diferentes, visões diferentes. E em como boas coisas acontecem numa sexta-feira pra encerrar bem a semana!

 

Por Carrô.

»

  1. Mano!! Quero conhecer essa coleção tbm! Vai passar onde a matéria?? Vou assistis. Na certa. Enquanto vc aí acompanhando histórias sobre bonecas e coisas leves, eu sim, compartilharei aqui que aocmpanhei uma entrevista na 5ª feira de manhã de 2 horas sobre a história das epidemias… como cada vírus mudou-se de um continente para outro… quem os traziam… que muitas doenças foram usadas como armas nas guerras. Sim, as pessoas contaminavam umas as outras para vencer mesmo! Credo! Apesar de bem hard o assunto, foi bem bacana conhecer um pouco mais sobre isso. Melhor do que ouvir, como foi na 2ª feira, um médico falando sobre asma. Oi? Chatérrimo. Beijos!

  2. Gente, surreal essa história dos virus… de deixar qualquer um com um pé atrás, não? Pra que pólvora? O que vira mesmo é espalhar umas doenças… nuó, que macabro!

    Max, essa matéria vai passar no Urbano (Multishow) no dia 22/5, às 21h15. Aproveito pra dizer que tem outra matéria com o mesmo cara que vai ao ar hoje (quarta-feira) na Band às 00h30. O povo que tiver insonia pode ficar à vontade pra assistir o A Noite é uma Criança…. hehehe
    Beeeeijo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s